QUANTO TEMPO ME RESTA DOUTOR?

Ação Bíblica do Brasil – Direitos Reservados

Há poucas perguntas mais angustiantes do que esta: Quanto tempo me resta, doutor? Essa pergunta reflete a nossa vontade de viver, a nossa luta contra a morte inevitável. Sentimos que a nossa vida ainda não se completou – tarefas inacabadas, cargas que ainda não foram aliviadas, ressentimentos que persistem e culpa não perdoada.

Nós, da medicina, podemos, muitas vezes, responder a uma pergunta baseados na estatística, mas não podemos dar uma resposta perfeita. Sabemos pouco acerca da capacidade de vida do homem, das diferenças individuais, da eficácia de uma terapia e de milagres e, por isso, é impossível dizer quanto tempo de vida resta a alguém. Mas há perguntas mais profundas. Por exemplo, quando se pergunta: “Quanto tempo me resta?”, podemos questionar: “Resta para fazer o quê?”. Para desperdiçar? Não, já perdemos muito tempo, não precisamos de mais tempo para desperdiçar. Tempo para desfazer o passado? Não, não há mais tempo para isso. Tempo para lutar contra o inevitável?

Não, não temos tempo suficiente para isso, também. Mas o tempo restante é mais do que suficiente, para o homem que já descobriu que não está preso ao tempo, que descobriu já ter começado a sua peregrinação eterna. Para ele, o tempo que ainda lhe resta – seja pouco ou muito – é um tempo de alegria, cheio de sentido e de aventura. É o início do futuro! Jesus Cristo declarou que quem se chegasse a ele descobriria essa nova vida, desfrutaria da alegria e experimentaria a paz interior. Para os outros, a vida simplesmente se perde na tentativa de salvá-la – é a luta por um dia a mais daí, o fim!

Quanto tempo lhe resta? Pouco tempo para ser preenchido pelo vazio e pelo isolamento de minutos e segundos que passam. Tempo demais para que você se desespere, pois hoje é o primeiro dia do resto da sua vida. A questão não é “quanto tempo lhe resta de vida”, mas “quanta vida ainda lhe resta neste tempo”.

“Vim para que tenham VIDA, e a tenham com abundância” (João 10:10). “E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou.” (II Coríntios 5:15).

Compartilhe nas redes sociais:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn